Definition of Value ou DoV: quão importante é definir o valor entregue?

O que diferencia um time que realmente entrega valor, de outro que apenas entrega tarefas? A resposta é simples, o primeiro tem uma definição clara sobre o que é o valor esperado! Porém, a busca por uma Definition of Value (definição de valor) ou DoV ainda é pouco usada e se mostra especialmente crítica quando buscamos agilidade nos negócios, onde as entregas nem sempre compreendem algum componente de tecnologia.

Abaixo um pouco da lógica que vou explorar!


Quando desejamos implementar algo, tudo inicia a partir de várias ideias despretensiosas com uma visão bastante abrangente do que é possível ser executado. Ou seja, nessa fase tudo é possível, pois ainda sabemos pouco sobre O QUE e COMO deve ser feito para transformar aquelas ideias em realidade. Algumas dessas ideias são exploradas e descartadas, mas outras evoluem a ponto de compor um conceito mais concreto do O QUE pode ser feito na realidade. Conceitos possíveis de serem concretizados são então refinados para definir COMO aquela entrega vai ser entregue, chegando na sua visão mais refinada de entrega feita. De todas as ideias que temos no começo do processo, apenas algumas chegam até o final como algo implementado.

Indo de trás pra frente agora! O que define que uma entrega está realmente concluída pode ser bastante subjetivo, porém a prática de Definition of Done (definição de entregue ou feito) ou DoD, alinha quais devem ser os requisitos entregues e parâmetros atingidos para considerar algo está de fato feito, sem pendências e totalmente concluído. Esta prática assegura que todos que estão trabalhando na entrega ou que dependem dela, entendam o que é esperado.


Na mesma linha, acontece algo bastante similar com o conceito, que pode ser uma nova feature (funcionalidade), por exemplo. Ele somente estará pronto para iniciar a sua etapa de implementação se tiver sido refinado o suficiente com as definições, acordos e informações necessárias de acordo com quem irá implementá-lo. Nesta etapa contamos com a prática de Definition of Ready (definição de pronto ou pronto para implementar) ou DoR, que da mesma forma que o DoD, alinha quais são os inputs (entradas) necessários para iniciar uma implementação e garantir a entrega acordada.


Chegando ao início do processo, temos várias ideias candidatas a avançarem para as próximas etapas e é aqui que entra o Definition of Value ou DoV! O DoV serve como um filtro claro sobre quais ideias fazem ou não sentido serem exploradas, ele diz quais são os PORQUÊS que justificam uma implementação, qual o valor e a sua natureza, que esperamos atingir com a entrega ao final do processo. Assim como DoD e DoR, o DoV pode sim ser claramente definido, deixando explícito para todos os envolvidos com a entrega, o que se está esperando atingir.


Lembrando, que valor é sempre valor para alguém! Pode ser que a justificativa para se trabalhar em algo tenha origens diferentes! Por exemplo, uma nova funcionalidade em uma aplicação pode ser justificada por um aumento na satisfação do usuário. Enquanto uma melhoria num processo de backoffice pode ter o valor traduzido em redução de custos decorrente do aumento de eficiência de quem executa a atividade. Por isso, é muito importante ter também estes acordos firmados e claros antes de iniciar todo o processo de implementação. A DoV limita para quem estamos trabalhando e o que é valor na visão dessa persona! Uma boa DoV garante uma melhor quebra de atividades e, além disso, traz satisfação às partes envolvidas e ao time de trabalho. Evita conflitos desnecessários e que todos trabalhem em coisas sem sentido ou sem conexão clara com os objetivos.




413 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo